TOMATE PATENTEADO É CONTESTADO

No dia 2 de maio acabou o prazo para assinar um protesto junto da Organização Não Governamental (ONG) Plataforma Transgénicos Fora, com objetivo de desfazer uma decisão tomada pelo Instituto Europeu de Patentes.

A decisão foi a de atribuir a patente de um “novo” tomate a uma empresa suíça. As patentes são uma autorização para uso ou fabrico exclusivo de um invento. Normalmente! De há uns anos para cá, começaram-se a atribuir patentes de plantas modificadas a empresas gigantes multinacionais (que trabalham em mais que um país e que têm muito dinheiro).

Uma das responsáveis da Plataforma Transgénicos Fora (que luta contra os alimentos geneticamente modificados/não naturais) disse que o apoio dos cidadãos europeus era muito importante, pois só as pessoas comuns podem evitar que a nossa comida tenha donos. E evitar assim que fiquemos dependentes de grandes empresas, pouco habituadas a prestar cuidados às pessoas.

Se o tomate for patenteado e atribuído a uma empresa apenas, isso significa que os nossos avós e os nossos pais não podem criar o seu próprio tomate e, por exemplo, usar as sementes das suas produções.

por Luís Grilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *