TEMPORAL ATORMENTA PORTUGAL

O Ano Novo trouxe com ele o mau tempo e as inundações. As zonas norte e centro de Portugal foram as mais atingidas, destacando-se os distritos do Porto, Coimbra, Guarda, Viseu, Aveiro e Vila Real. Os períodos noturnos foram muito agitados devido ao cenário de precipitação excessiva. Ao todo, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC)  registou 657 ocorrências até ao dia 11 de janeiro. Tal como em vários pontos do globo (Estados Unidos da América, Inglaterra, Índia), Portugal é um dos países afetados com dezenas de pessoas desalojadas e centenas a somarem prejuízos. O caudal dos rios aumentou com as chuvas  constantes, inundando zonas ribeirinhas e surgiram também as obstruções de vias e os deslizamentos de terra. Queda de árvores, tornados e acidentes rodoviários são também outras consequências do mau tempo.

ALERTAS DE SEGURANÇA
A ANPC recomenda estar atento às notícias onde constam os alertas de segurança e a Associação Portuguesa do Ambiente (APA) está já a elaborar planos para minimizar riscos associados às cheias e inundações. Os alertas de segurança são representados por cores, que são atribuídas consoante os danos previstos. São elas o verde (não se justifica alerta especial), amarelo (potencial perigo para certas atividades), laranja (perigo potencial para todos) e vermelho (perigo extremo para todos).

por Manel Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *