RISCO DE POBREZA AFETA 25% DOS EUROPEUS

O organismo encarregue de tratar e divulgar as estatísticas europeias, o Eurostat, divulgou que um quarto da população da Europa vive em risco de pobreza ou de exclusão social. Através de um estudo divulgado no Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, ficámos a saber que cerca de 25% dos europeus vivem com ordenados abaixo do salário mínimo, ou não ganham dinheiro suficiente para pagar as contas, ou ainda que pertencem a famílias que trabalham de forma precária (isto é, sem garantias de condições de trabalho e estabilidade e com ordenados mais baixos que a restante população).
Os países europeus onde os riscos de exclusão e de pobreza cresceram mais são  o Chipre e a Grécia.
PORTUGAL É UM DOS NOVE MAIS POBRES

Um em cada cinco portugueses estão em situação de risco de pobreza, segundo o mesmo estudo do Eurostat. Os nove países europeus mais pobres são “liderados” pela Roménia, seguida da Letónia, Lituânia, Espanha, Bulgária, Estónia, Grécia e Itália.
O ministro Vieira da Silva, encarregue do ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social deixou um mensagem em vídeo, no Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza (17 de outubro), onde afirma que a maior missão da sociedade é combater e acabar com a pobreza. Vieira da Silva refere ainda que “Portugal é um país com demasiada pobreza”, defendendo assim uma das medidas deste governo para 2017: o aumento do abono de família (um apoio em dinheiro para famílias com filhos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *