RECLUSOS “LIVRES” ATRAVÉS DO CANTO E DA MÚSICA

O projeto Ópera na Prisão, que na semana passada levou uma adaptação de “Don Giovanni” ao palco da Gulbenkian, resulta de um trabalho artístico, desenvolvido com prisioneiros jovens que, apesar de estarem presos, querem explorar novas áreas artísticas. A peça foi apresentada por um “elenco” do Estabelecimento Prisional de Leiria, num total de 22 jovens condenados por crimes diversos e todos com um passado familiar instável. Foram acompanhados por músicos da Sociedade Artística e Musical dos Pousos e da Fundação Calouste Gulbenkian, tendo recebido muitos aplausos. Fechados nas suas celas a partir das 19 horas até à manhã seguinte, o que estes jovens têm de sobra é tempo livre. A ocupação positiva dos seus dias, nomeadamente com este tipo de projeto, tem-se revelado muito proveitosa para todos.

por Sandra Simões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *