MONSANTO: QUANDO O LUCRO SE SOBREPÕE À ÉTICA

A Monsanto é a maior produtora de herbicidas (eliminadores de ervas daninhas) do mundo. No entanto, é considerada a mais perigosa segundo a revista Natural News. Porquê? Ela já introduziu na terra, água, ar e subsolo, 166,8 milhões de toneladas de produtos químicos.

Para além disto, a Monsanto é também líder mundial na produção de sementes geneticamente modificadas (com ADN alterado). O ADN é um código que define cada ser vivo. Estas sementes transgénicas têm ADN modificado por diversas razões, mas a principal é o lucro: plantas mais resistentes ao clima e aos insetos, fazem mais dinheiro.

Além de afetar o ecossistema do planeta, o ser humano criador destas mudanças é também vítima delas com o aparecimento de novas doenças graves.

A Monsanto é responsabilizada por muitas destas mudanças e já foi questionada quanto ao aparecimento do vírus zika. Em janeiro de 2016, foi colocado na Assembleia da República em Portugal a possibilidade de proibir o cultivo de OGM’s. Em muitos países da Europa, a proibição já é uma realidade.


por Manuel Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *