MANIFESTAÇÃO DE IMIGRANTES ILEGAIS

Centenas de imigrantes juntaram-se em Lisboa, perto do Centro Comercial da Mouraria, numa manifestação com milhares de pessoas em que se pediu a legalização, como cidadãos portugueses. Para isso é preciso que o Parlamento Português altere a chamada Lei da Imigração. Os manifestantes queixam-se que não lhes é concedida autorização de residência em Portugal, apesar de muitos trabalharem,  pagarem impostos no nosso país e descontarem para a Segurança Social.
Os organizadores do protesto dizem que há cerca de 30 mil pessoas imigrantes afetadas por este problema.

EXTREMA-DIREITA PROVOCOU IMIGRANTES
Um partido de extrema-direita juntou entre 20 a 50 pessoas, ao lado da manifestação dos imigrantes, em Lisboa. Este grupo é conhecido por defender políticas racistas e decidiram convocar este protesto para provocar os imigrantes, tentando mesmo furar a barreira policial para agredir quem pensa de forma diferente à deles. Dois turistas espanhóis foram agredidos por cinco elementos da extrema-direita, tendo conseguido fugir, sem que a polícia os pudesse identificar. Durante este protesto, pelo menos uma detenção aconteceu.
O grupo de extrema-direita depois dirigiu-se para a sede de um partido de esquerda, o Livre, onde decorria uma sessão pública. Além de cercarem a sede e de insultarem quem por lá se encontrava, tentaram importunar os participantes, que na altura discutiam os resultados das eleições nos Estados Unidos da América.

por Luís Grilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *