LUTAR PELA IGUALDADE

A seleção feminina de futebol norte-americano apresentou queixa por descriminação salarial, em relação ao futebol masculino. Com um historial bem impressionante em termos de resultados (campeãs do mundo em 1991, 1999 e 2015), as atletas têm uma atitude louvável e contestam a desigualdade de géneros no mundo do desporto. Atualmente, as jogadoras recebem quatro vezes menos do que os homens.

por Manuel Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *