LINCE IBÉRICO EM MÉRTOLA

MG_7993_1024px_c1
Esta semana, em Mértola, foram libertados três novos linces ibéricos. Duas fêmeas, a
Myrtilis e Mirandilla e um macho, chamado Monfragüe. Da responsabilidade do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, esta iniciativa prevê soltar mais seis linces até ao fim de março.

Portugal e Espanha trabalham juntos para evitar a extinção do lince ibérico. Não tem sido uma tarefa fácil mas com os novos membros, a comunidade de linces da Península Ibérica perfaz 12 animais. Graças ao esforço partilhado, esta raça de Linces deixou de estar no nível de extinção e passou a ser considerada em perigo. Um resultado evidente do trabalho desenvolvido.

A caça, a fragmentação do habitat e as doenças que afetam os coelhos são alguns dos factores que ameaçam a espécie, que em 1950 contava com cerca de 5000 animais.
por Luís Grilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *