ATOS TERRORISTAS EM BRUXELAS

Na manhã de terça-feira, dia 22, ocorreram três explosões em Bruxelas: duas no aeroporto e outra na estação de metro de Maelbeek (cerca de uma hora depois, também em Bruxelas). Estes atentados aconteceram pouco depois da captura do jihadista Salah Abdeslam, um dos alegados responsáveis pelos ataques de Paris, a 13 de novembro de 2015.
Este tipo de incidentes acontece em muitos países no mundo, como na Nigéria ou no Burkina Faso (África), na Turquia (Médio Oriente), na Indonésia (Ásia), etc. Estes extremistas criaram uma guerra de poderes, que vai além dos textos religiosos e que manipula as pessoas. É importante não entrar em pânico, nem julgar os outros muçulmanos que nada têm a ver com esta gente, pois existem pessoas boas e más em todos os países e religiões. O exemplo da Tunísia em relação à educação, contra o extremismo, é uma medida a seguir por todos os países. (ver notícia)
Por Manuel Santos

 

GLOSSÁRIO

Daesh é uma organização política, religiosa e militar, com uma metodologia terrorista. Pretendem criar o seu próprio estado numa larga faixa de território, desde a Palestina à Nigéria.

“Jihadismo” ou “Jihad” é a guerra santa, com o intuito de espalhar o Islão fundamentalista e extremista. O seu objetivo é impor a lei islâmica, conhecida por “Sharia”.

Islão é uma religião que consagra um único deus (monoteísta), chamado Allah.

Mesquita é lugar de culto utilizado pelos muçulmanos e muçulmanas.

Alcorão é Livro sagrado do Islão, interpretado diferentemente pelas várias correntes de crentes.

VER DOSSIÊ ESPECIAL
http://jornalix.pt/o-estado-islamico-daesh-isis-isil-artigo-no3-dossie-especial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *